Tráfego orgânico: como e por que avaliar os acessos do seu site?

Tráfego orgânico: como e por que avaliar os acessos do seu site?

Acompanhar os indicadores de desempenho das suas estratégias é algo essencial para garantir o sucesso. E isso vale especialmente para o seu site, que gera números bastante importantes e que precisam ser analisados regularmente. Afinal, quando foi a última vez que você mediu o seu tráfego orgânico?

Esse é um indicador decisivo para se perceber o real impacto que a empresa está tendo nas vidas das pessoas, sem considerar a força da mídia paga — por mais que seja valioso trabalhar com anúncios, sua marca deve ser capaz de se sustentar sozinha.

A análise periódica das suas métricas precisa fazer parte da sua rotina. Pensando nisso, neste post veremos com mais detalhes por que você deve analisar o desempenho orgânico do seu site, e como você deve fazer isso. Continue lendo!

O que é tráfego orgânico?

O termo tráfego orgânico se refere a todas as visitas obtidas pelo seu site por meio de mecanismos de busca — algo que depende unicamente da otimização das suas páginas (SEO) e da capacidade de elas aparecerem em pesquisas relacionadas.

Em resumo, trata-se de qualquer acesso gerado naturalmente, sem o impulso de anúncios ou outro canal de mídia.

Essa distinção foi popularizada pelo Google para facilitar a análise de quem gostaria de separar as visitas geradas espontaneamente das que foram fruto de um investimento em mídia paga. Assim, visitas originadas de mídia são chamadas de tráfego pago.

Vale ressaltar, contudo, que um tráfego não é mais importante do que o outro, já que ambos devem permanecer em equilíbrio para que a sua empresa tenha um fluxo de acessos saudável.

Por que é importante analisar o tráfego orgânico?

O Google é o maior site de pesquisas do mundo, e o principal destino da maioria das pessoas aotráfego orgânico acessar a web. Logo, tê-lo como aliado é essencial para contar com um fluxo produtivo de visitantes que podem se transformar em clientes da sua empresa. Mas, para isso, é necessário ter um bom tráfego orgânico.

O seu site precisa ser capaz de se sustentar sem o investimento em mídia. Afinal, pode ser que o seu orçamento não permita um comprometimento de muitos meses.

Pense da seguinte forma: se, por algum motivo, você tiver que parar o seu investimento em mídia, como o seu público encontrará o seu site? Se não houver planejamento, é capaz de o seu tráfego total chegar a zero, o que não é nada agradável.

Por isso, impulsionar a sua visibilidade com anúncios deve sempre ser visto como algo extra, não como a base que sustenta o seu site.

Como medir o desempenho do tráfego orgânico?

Agora que você já entendeu as razões que fazem do tráfego orgânico algo altamente estratégico para todo tipo de negócio, o próximo passo é criar uma rotina produtiva para mensurá-lo. Mas não se preocupe: é possível aproveitar uma boa ajuda quanto a isso.

Toda empresa precisa contar com ferramentas capazes de mensurar os seus indicadores de performance. Um grande exemplo é o Google Analytics, que lhe permite enxergar a sua proporção de tráfego orgânico e pago.

O sistema é bastante poderoso, podendo mostrar dados ricos a respeito dos hábitos e preferências do seu público. E lembre-se também de que o Google Analytics é capaz de exibir dados de outras datas, de forma que você perceba o seu progresso nos períodos que preferir.

Enfim, o tráfego orgânico é um termo que deve fazer parte do seu cotidiano, já que se refere a uma métrica muito importante para qualquer empresa. Se o cliente não encontra o seu site com facilidade ao buscar sua marca no Google, algo precisa ser urgentemente revisto na manutenção do seu site. Então, cuide disso o quanto antes para começar a aproveitar os benefícios desde já!

E, se gostou deste post, aproveite para continuar acompanhando mais ideias estratégicas para alavancar os seus negócios com a ajuda do marketing digital: basta se cadastrar na nossa newsletter!

Gutemberg Fernandes

CEO Founder da Conexão Marketing, 12 Anos de experiência em Estratégias Digitais, co-autor do método Growth CNX, apaixonado por métricas e geração de resultados. Líder do time de prospecção inbound.

Deixe uma resposta