SEO, links patrocinados ou redes sociais? Qual dessas ações eu devo priorizar?

SEO, links patrocinados ou redes sociais? Qual dessas ações eu devo priorizar?

Uma das dúvidas que eu mais recebo aqui é sobre como começar a divulgar um negócio online.

As perguntas mais comuns são “para onde eu devo ir”, “o que preciso fazer”, “já invisto em redes sociais, mas…”.

Bom, é preciso definir muito mais do que isso para começar a falar sobre campanhas na web.

Por isso, hoje o assunto é SEO, links patrocinados e redes sociais, pois esses são os três canais principais do marketing digital.

Na sequência, você confere o que é cada estratégia dessas e qual é o momento do seu negócio para fazê-las.

Assim, estará pronto para escolher corretamente o caminho e saber o que fazer. Bora lá?

Para começar

Em primeiro lugar, tenha em mente que você precisa fazer um exercício olhando para o seu negócio para identificar como sua marca tem sido vista pelo seu público.

Essas informações serão úteis para qualquer estratégia de marketing digital que você for usar.

Google, SEO e links patrocinados

Bom, feito isso, é hora de falar do Google. Assim, defina dentro da plataforma como será a busca paga ou links patrocinados da sua empresa.

Depois, aplique as técnicas de SEO. Esses são os dois pontos mais importantes dentro dessa plataforma e minha indicação é que você siga essa ordem.

O que acontece é que a maioria das pessoas começa pelo SEO, já que ele é de graça.

Mas, até você posicionar o seu site na primeira página do Google, você precisará fazer um grande esforço no conteúdo do seu site. Assim como, no uso de técnicas de otimização nas páginas.

Isso pode levar muito tempo, inclusive de aprendizado. Por isso, recomendo que você use essa disponibilidade para aprender sobre links patrocinados. São eles que te darão retorno mais rápido.

O SEO não é ruim e é sim uma estratégia válida, complementar. Mas, você precisa analisar se a sua empresa já está no momento de usá-lo.

Atualmente, é muito mais difícil ranquear um site no Google. Inclusive, teve um estudo dos Estados Unidos que mostrou que mais de 60% das pesquisas realizadas na plataforma têm zero cliques.

Isso porque a própria Google já ocupa os primeiros lugares com seus snippets. Ou seja, suas sugestões.

Assim, a pessoa acaba não rolando a página para ver outras coisas, pois já tem a dúvida respondida de cara.

Então, as principais palavras-chave que você tenta ranquear hoje podem estar erradas. Por quê? Porque a maioria leva em consideração o volume de buscas e não o que gera cliques.

E, o que tem maior volume, geralmente o Google já responde nos snippets. Sendo muito difícil você conseguir o ranqueamento dessa forma.

Comece pelos links patrocinados

Como você viu, é preciso ter muitas técnicas, conhecer muito e investir muito esforço para fazer o SEO. Afinal, é uma curva de aprendizagem grande para, provavelmente, ter pouco ou nenhum resultado.

Por isso, se você está começando, vá para os links patrocinados. Mas, se você já é uma empresa grande e bem posicionada no mercado, nada o impede de fazer as duas coisas ao mesmo tempo.

Se você tem fôlego e verba, poderá até contratar um especialista para fazer isso por você e o ciclo se sustentará.

Lembre-se que quem está no Google naturalmente quer resolver um problema. Ou seja, tem uma necessidade latente, que quer solucionar o quanto antes.

Então, se você entrega essa solução e conhece sua persona, fica tudo mais fácil. Inclusive, nesse cenário é no Google que você deve investir.

Não adiantará muito ficar investindo em posts orgânicos. Tenha em mente a pegada do seu negócio e como o seu público se comporta para decidir qual canal irá usar.

E as redes sociais?

Dependendo do seu nicho e do momento da sua empresa, você pode investir no Google e nas redes sociais.

Por exemplo, uma casa de festas que trabalha com o sonho das pessoas, pode perfeitamente ter ações distintas nos dois canais.

O lúdico, o sonho, a informação pode ser uma boa base para criar conteúdo de valor para o seu público, se esse for o foco da sua oferta. Aí sim, valerá a pena usar as redes sociais.

Já um encanador, terá muito mais retorno no Google, pois a pessoa precisa resolver um vazamento rapidamente. Assim como, um chaveiro ou mecânico.

Nesses casos, de um serviço ou produto pontual ou até urgente, acho que você não deve perder tempo onde você estará distante dos seus resultados.

Portanto, entenda o seu público, o cenário da organização e crie suas estratégias com base nisso. Desenvolvendo campanhas específicas.

Então, as suas ações de marketing digital devem se basear pelo retorno que você terá sobre o investimento. Por isso, falo que é fundamental você testar, analisar métricas e melhorar o processo. Cresça de maneira escalável, pensando no médio e longo prazos.

Gere tráfego e, na minha opinião, comece pelos links patrocinados!

Gutemberg Fernandes

CEO Founder da Conexão Marketing, 12 Anos de experiência em Estratégias Digitais, co-autor do método Growth CNX, apaixonado por métricas e geração de resultados. Líder do time de prospecção inbound.

Deixe uma resposta