Qual foi a fragilidade que emergiu no teu negócio nesse momento de crise?

Qual foi a fragilidade que emergiu no teu negócio nesse momento de crise?

Muita gente tem me perguntado como estamos fazendo para superar esse momento de crise devido a pandemia do COVID-19 e como podemos tentar ajudar.

O Coronavírus realmente pegou todo mundo de “calça curta”. Foi acontecendo, se avolumando e, de repente, nos vimos presos dentro de casa.

Para quem tem um negócio, isso tudo é péssimo. Mas, é óbvio que é um momento onde todos precisam ser conscientes.

No meu ponto de vista, certamente isso vai passar. Pode demorar um pouco, mas vai. 

Então, mais importante do que ficar vitimizando, politizando ou aumentando o problema, acho que cabe a nós, como empresários e empreendedores, procurar caminhos para nos fortalecermos.

Esse deve ser um exercício diário nesses momentos difíceis. Afinal, em algumas situações, você deve sim pensar em você, na sua empresa. Isso não é ser egoísta.  

Mas, sim, é preciso estudar uma forma de estar preparado para ajudar mais as pessoas que estão ao seu redor, seus funcionários. Você precisa se manter firme e liderar seu negócio para superar esse momento e porque não, se tornar mais forte.

É um momento de reflexão

Dito isso, eu vejo que esse é um momento de parar e pensar. De entender quais são as fragilidades do nosso negócio e como o Coronavírus mostrou isso.

Ter esse olhar pode trazer muitas coisas positivas no futuro. Pois essa poderá ser uma virada de chave pra você encontrar uma solução ou alternativa que te ajude a entender melhor seus clientes e o seu mercado.

Então, pergunte-se: “qual foi a fragilidade que emergiu nessa crise para o seu negócio?”. Depois, responda de que forma você está lidando com ela. 

Está simplesmente reclamando ou entendeu o que precisa mudar? 

Cases de sucesso aqui da agência em momento de crise

Bom, justamente por sermos uma agência, temos clientes de diferentes ramos. Assim, um dos exemplos que tivemos por aqui foi o de um centro de fisioterapia. 

Eles receberam a instrução de fechar as portas e fecharam. Mas, o que o dono fez? Gravou algumas aulas, por exemplo, para os alunos de pilates continuarem sua prática em casa.

Além disso, ele teve um cuidado muito grande com os pacientes de Fisioterapia, que na maioria são idosos. Deixou claro que estava preservando eles. 

Caiu o faturamento? Caiu! Mas, ele está gerando um valor muito grande e criando um relacionamento de confiança.

Inclusive, o engajamento dos alunos com as aulas de pilates foi enorme, até com o preenchimento de formulários de pessoas interessadas em se inscreverem no futuro. 

Ou seja, ele está plantando agora, para colher lá na frente os frutos, assim que tudo isso passar. 

O que eu quero mostrar com esse exemplo é que você deve olhar para o seu negócio e identificar a fragilidade que você enfrenta. Feito isso, trate ela com carinho, mude, arrume outro caminho.  

Conheço pessoas que trabalham com doces, por exemplo, que tiveram as festas e eventos todos cancelados. Então, a pessoa parou de vender.

Nessa situação, o que elas fizeram? Foram vender marmita, já que o dom que possuem é de cozinhar. Pararam, analisaram e viram que o que estava bombando eram os deliverys.

Assim, elas foram para o lado fitness, mudaram o nicho, mas não deixaram seu negócio morrer. Apenas se reposicionaram.

Lições de uma crise

O fato é que quando uma crise vem, ela vem para todo mundo. Então, o diferencial está na forma como você a encara. 

Ela dá um “tapa na cara” e mostra, na verdade – muitas vezes – um problema que você já tem, uma demanda latente ou, de fato, uma fragilidade do seu negócio. 

Aí que está o “pulo do gato”. Você não sendo frágil. Tendo atitude e usando essa informação para reverter o problema, sua empresa sobrevive. 

Não lamente nas redes sociais, coloque a culpa em políticos, em países ou em qualquer pessoa. Olhe pra frente, entenda como pode contornar essa fragilidade e se fortalecer muito mais depois que tudo isso passar.

Volte mais forte, mais preparado e com outra visão do seu negócio. Tenha cabeça nessa hora e lute para passar por esse momento de crise, que eu sei, tem sido difícil. 

Acredite! Ele vai passar! Não desanime! E se precisar conversar, estamos aqui também para isso! Juntos!

Gutemberg Fernandes

CEO Founder da Conexão Marketing, 12 Anos de experiência em Estratégias Digitais, co-autor do método Growth CNX, apaixonado por métricas e geração de resultados. Líder do time de prospecção inbound.

Deixe uma resposta

Fechar Menu