Outbound vs inbound marketing em 2020: Qual é a diferença?
outbound vs inbound

Outbound vs inbound marketing em 2020: Qual é a diferença?

(E, acima de tudo, eles são mutuamente exclusivos ao criar suas vendas digitais e estratégia de marketing? Agora você vai descobrir tudo dessa luta: outbound vs inbound marketing)

Os profissionais de marketing são um grupo do tipo tudo ou nada. No minuto em que algo novo surge, rapidamente ele abandona tudo o que antes amava ou jurava amor eterno e abraça o mais novo e brilhante método do momento.

Por exemplo, vamos todos nos lembrar de quando o inbound marketing entrou em cena há cerca de uma década.

Em seguida, o inbound tornou-se uma queridinha absoluta da indústria a partir de 2012, em paralelo com o crescimento da HubSpot, uma plataforma de marketing, vendas e automação de serviços que (na época) posicionou a metodologia inbound como sua joia filosófica do que eles faziam. Aqui no Brasil a Resultados Digitais se apropriou do termo e evangelizou milhares de adeptos país afora.

Antes do inbound, confiávamos em métodos mais tradicionais de marketing e publicidade como mala direta, anúncios de televisão e rádio, publicidade impressa e assim por diante. As coisas que interrompiam a “rotina diária” ou a “programação regular” de um comprador ideal, por assim dizer.

Com o marketing de entrada (ou de conteúdo) , por outro lado, nós, marqueteiros sitiados, não precisávamos lutar por atenção. Em vez disso, conseguíamos a atenção de nossos compradores ideais de maneira orgânica. 

Éh, mas parece que esse jogo virou, e rápido! A maioria das empresas completamente apaixonadas pela metodologia, passaram a caprichar muito mais em suas páginas de captura, em suas copys e automações do que propriamente no conteúdo, produto ou serviço que elas iam entregar. 

Portanto, neste artigo, totalmente revisado para uma nova década, vamos responder:

  • O que é inbound marketing e de onde ele veio?
  • Outbound vs Inbound são mutuamente excludentes entre si em 2020 e depois?
  • Como você sabe o que é certo para sua empresa?

Primeiro, vamos mergulhar mais profundamente no que é inbound marketing … 

O inbound marketing não foi criado porque algum profissional de marketing ficou entediado e decidiu que queria algo novo para brincar. Em vez disso, graças à Internet, o comportamento do consumidor mudou radicalmente nos últimos 20 anos. 

Por exemplo, décadas atrás, se você quisesse comprar um carro, teria ido diretamente ao estacionamento e trabalhado com alguém em vendas para aprender suas opções, obter respostas a perguntas, entender o que os outros pensavam dos veículos que você estava considerando, etc. ., antes de fazer um test drive e assinar os resultados financeiros.

Agora imagine se você fosse comprar um Jeep Compass 2020 (usei esse exemplo porque adoro esse carro e até vou deixar o link da LP dele aqui). Certamente você faria o dever de casa pesquisando na internet temas como:

  • Custo
  • Avaliações
  • Problemas
  • Comparações
  • Melhor da classe / melhor de

Somente depois de validar esses dados é que você vai a concessionária. E vai apenas para o test drive e a autoconfirmação de que era o carro que você queria, antes de assinar na linha pontilhada.

Acredite, você não está sozinho nessa mudança no comportamento de compra.

De acordo com o Google, os compradores, em média, agora conduzem 70% ou mais de suas pesquisas sobre uma decisão de compra antes mesmo de pensar em entrar em contato com alguém em vendas ou entrar em contato com uma empresa para obter mais informações sobre seus produtos e serviços.

O Inbound foi projetado para atrair clientes potenciais para sua empresa, que estão ativamente no mercado. É sobre ser encontrado quando eles estão procurando, em vez de forçar sua mensagem a pessoas que podem ou não estar interessadas.

Outra maneira de ver isso é que o marketing de conteúdo é projetado para alinhar melhor sua organização com a jornada do comprador , o processo natural pelo qual um comprador moderno passa ao procurar uma solução online.

A jornada do comprador

  1. Estágio de Conscientização – O cliente potencial tem um problema que deseja resolver ou uma oportunidade que deseja aproveitar.
  2. Fase de consideração – o cliente potencial pesquisou o problema, o entende e está ciente das soluções potenciais.
  3. Etapa de decisão – o cliente potencial restringiu os produtos / serviços e deve decidir qual deles comprar.

Vou dar um exemplo aqui. Vamos falar sobre Maria. Mary é proprietária de uma empresa que vende meias elegantes. Legal certo?

Mary está procurando entender como ela pode usar diferentes estratégias de marketing para impulsionar as vendas de seu crescente negócio de meias.

Depois de ler vários blogs de marketing sobre o assunto, Mary decide que o inbound marketing é a melhor estratégia, porque ela está procurando investir no crescimento da receita a longo prazo.

Em sua pesquisa, ela encontrou várias agências de marketing inbound altamente recomendadas e alcançou algumas cujas ofertas de serviço estavam alinhadas com suas necessidades. 

As táticas típicas de inbound marketing que ajudam alguém na jornada do comprador incluem:

  • Blog
  • Social media
  • Marketing de email
  • Criação de conteúdo
  • Iscas Digitais
  • SEO

Táticas de inbound marketing como essas são projetadas para ajudar os clientes em potencial a descobrir seu negócio nos estágios iniciais da jornada do comprador e para educá-los sobre os benefícios de sua solução, ao mesmo tempo em que constrói confiança durante todo o processo.

Agora, vamos falar sobre outbound marketing

Ao contrário do marketing para pessoas que já estão procurando por uma solução como a sua, o outbound marketing visa tentar alcançar o maior número possível de pessoas, sejam elas compradores ativos ou não.

No passado, os profissionais de marketing da velha escola colocavam seus produtos e serviços na frente das pessoas com táticas ativas como:

  • Comerciais
  • Anúncios impressos
  • Outdoors
  • Chamada fria
  • Direct mail

Na era digital moderna, essa lista se expandiu para incluir coisas como Facebook Ads , Google Ads e outras estratégias de mídia paga em plataformas como LinkedIn.

Mas, novamente, em contraste direto com o inbound, essas táticas (tradicionalmente) foram lançadas no mundo como interrupções. A correspondência que você não pediu, o comercial que você pulou, o anúncio do Google que está atrapalhando os resultados orgânicos que você está procurando. 

Voltando ao que eu disse no início disso, no entanto, a escolha entre inbound e outbound era bastante binária para a maioria dos profissionais de marketing.

“Inbound é melhor! Outbound não tem mais lugar em nossos corações!” hauhauhauha

Agora, a resposta está um pouco mais embaçada. Mas de uma forma boa.

Qual é então a melhor escolha: outbound vs inbound?

Qualquer um que tome partido de ou de outro está lhe dando uma resposta tendenciosa. Para determinar qual é o melhor, você deve considerar seu negócio específico, seu público-alvo e seus objetivos de marketing.

O inbound marketing é o melhor?

Um dos maiores pontos fortes do inbound marketing é que ele se concentra em fornecer valor aos seus clientes potenciais. É educacional e frequentemente não promocional.

Como o inbound marketing se alinha com a jornada do comprador, ele constrói um relacionamento entre seus clientes potenciais e sua marca. Isso também atrai clientes em potencial para sua marca no momento certo, em vez de interrompê-los em um momento em que NÃO estão no mercado para o que você oferece.

Por esse motivo, os compradores preferem o inbound marketing em vez do outbound marketing. Em vez de ser irritante, isso os ajuda.

A outra grande força do inbound é o ROI de longo prazo .

De modo geral, o inbound marketing requer um investimento inicial mais alto e traz resultados mais lentos nos primeiros meses. No entanto, esses estágios iniciais são necessários para construir seus ativos de marketing digital, aumentar sua presença online e ter uma classificação mais elevada nos mecanismos de pesquisa.

Com o tempo, o valor desses ativos aumenta a uma taxa mais alta do que seu custo de manutenção ou melhoria. Ativos digitais, como postagens em blogs e ofertas premium, podem continuar a gerar leads anos depois de terem sido originalmente criados, sem custar um centavo adicional.

… ou o outbound é o melhor?

A maior força do outbound é sua capacidade de chegar rapidamente a um grande número de pessoas e criar consciência.

Se feito corretamente, você pode lançar uma campanha de outbound, ser visto por milhões e ter novos clientes em poucas semanas; no entanto, os resultados dependem mais do dinheiro que você investe.

Normalmente tem que gastar mais para ver mais resultados e quando você para de gastar dinheiro, os benefícios param. Ao contrário do inbound, você não obtém muitos ativos tangíveis de longo prazo que continuam a gerar leads.

Além disso, o outbound tende a ser mais rejeitado.  

Na verdade, negócios inteiros foram construídos com base na premissa de recuperar o controle que os compradores perderam para o outbound. Considere, por exemplo, a atratividade do Netflix em relação à programação carregada de anúncios da TV ou o incrível sucesso do AdBlock na web.  

Então, o que é certo para sua empresa? Outbound vs Inbound

Existem empresas que obtiveram um tremendo sucesso usando exclusivamente o inbound ou o outbound. Também há muitos que se deram bem ao usar os dois. Em última análise, você deve descobrir o que é certo para sua empresa, considerando o seguinte:

Seu mercado

Primeiro, você deve considerar quem são seus compradores ideais e como eles normalmente compram o que você oferece. Onde eles vão para aprender mais sobre os tipos de soluções que você oferece?

Para ter uma ideia melhor, observe seu setor como um todo e seus concorrentes diretos. Quais táticas de marketing são mais comuns e parecem mais eficazes?


Seus objetivos

O que você está tentando alcançar? Você quer construir o conhecimento da marca? Gerar tráfego? Quantos clientes você pretende obter e qual é o seu cronograma para essa meta?

O inbound é a melhor estratégia de longo prazo, mas provavelmente não aumentará drasticamente os negócios nos primeiros meses . O outbound, por outro lado, pode ajudá-lo a atrair clientes rapidamente, mas vem com retornos decrescentes.

Na maioria das vezes, a melhor estratégia é combinar um pouco de ambos, ao mesmo tempo em que adota uma abordagem inbound para ambos – o que significa que você está medindo os resultados com precisão e objetiva construir a marca de longo prazo junto com o crescimento de curto prazo.

A tua marca

Por fim, você deve considerar como as táticas de marketing que você implanta afetarão a imagem da sua marca. Lançar uma ligação fria agressiva pode gerar vendas antecipadas, mas como isso afetará sua reputação a longo prazo?

Você só deseja usar táticas de marketing das quais sua marca possa se orgulhar e que seus clientes aprovariam se soubessem como você as executa. Na maioria das vezes, a verdade é revelada e é extremamente difícil superar uma má reputação.

Seja mais receptivo com seu outbound

Acreditamos em uma abordagem focada no inbound marketing que também usa o outbound marketing quando apropriado.

Isso significa usar táticas de outbound para colocar sua empresa na frente de compradores em potencial, enquanto se concentra mais em ajudar do que em vender antecipadamente.

Por exemplo, se você vendesse meias masculinas elegantes, poderia veicular uma campanha publicitária PPC (pagamento por clique) que promovesse um guia gratuito sobre como combinar meias elegantes com seu traje de negócios, em vez de promover o produto diretamente.

Isso funciona porque as pessoas estão mais propensas a se engajar em uma marca que as ajude a entender o processo de compra, em vez de simplesmente pedir seu dinheiro.

Ou digamos que você estava comprando um estande em uma conferência local. Você pode usar táticas inbound para reunir leads e promover sua presença antes do evento.

Resumindo…Outbound vs Inbound: Qual é melhor?

O outbound vs inbound são duas abordagens distintas que podem ser usadas com eficácia sozinhas ou mesmo juntas.

Cada um tem seu conjunto único de vantagens e desvantagens.

Outbound é a melhor solução de curto prazo com custos de longo prazo mais altos, enquanto o inbound marketing tende a ser a melhor solução de longo prazo com custos de curto prazo ligeiramente mais altos.

Gostou, então continue acompanhando o nosso blog.

Gutemberg Fernandes

CEO Founder da Conexão Marketing, 12 Anos de experiência em Estratégias Digitais, co-autor do método Growth CNX, apaixonado por métricas e geração de resultados. Líder do time de prospecção inbound.

Deixe uma resposta